Buscar
  • Villa Saúde

Gestação e alimentação saudável: uma combinação boa para mamãe e bebê


Alimentar-se bem é um dos pilares da nossa saúde por toda a vida, mas na gestação uma atenção especial ao que se come faz-se ainda mais especial, uma vez que isso implica no desenvolvimento saudável do bebê.

A gestação é composta por várias alterações fisiológicas que tem a finalidade de garantir o crescimento e a nutrição do bebê, proteger o organismo da mãe e possibilitar a recuperação dele após o parto. “Essas modificações se fazem evidentes nos aparelhos cardio-circulatório, digestivo, respiratório, ósteo-articular, além de modificações metabólicas, endócrinas, hematológicas e mamárias, o que exige um maior consumo de nutrientes”, explica Thais Brasil, nutricionista da Villa Saúde. Dentre eles, vale destaca alguns, como ácido fólico, ferro, complexo B e cálcio.


Ainda existem algumas dúvidas quem rondam os tipos de alimentos que se pode ou não comer. Confira os principais pontos destacados pela Thais.


- Se um dos desejos da gestante não é atendido, o bebê nasce com uma marca parecida com a comida. MITO - Essas vontades inesperadas que surgem na gestação são resultado de necessidades de alguns nutrientes no organismo, que tenta sinalizar de alguma forma.

- Comer de forma fracionada evita enjoos. VERDADE – A gestante que faz várias refeições ao dia de forma equilibrada evita longos períodos em jejum, o que colabora para a redução dos enjôos, pois assim evita-se a liberação exagerada de ácidos, melhorando o mal-estar. Além disso, a mulher ainda evita picos de hipoglicemia, que podem prejudicar o bebê e levá-la a uma diabetes gestacional. Portanto, ficar sem comer, nem pensar! Como os enjoos mais intensos costumam ocorrer na parte da manhã, dê preferência a alimentos secos, como torradas e pão integral. Evite ingerir líquidos logo ao levantar: o ideal é tomá-los ao longo do dia, em pequenos goles e nunca muito gelados. - Beber café, chás derivados da Camellia sinensis (verde, branco, amarel, vermelho, preto), chá mate e bebidas a base de cola causa problemas durante a gravidez. VERDADE – Essas bebidas têm como substância em comum a cafeína, que é um estimulante e, como tal, aumenta a frequência cardíaca da gestante, assim como o seu metabolismo, o que acaba refletindo no bebê. Então, não só a futura mamãe como também aquelas que já estão amamentando, devem evitar esses alimentos. Em doses elevadas, essa substância pode até trazer vários riscos ao bebê. - A mulher grávida come por dois. MITO - Para as gestantes, desde o início da gestação é importante o cuidado com a alimentação, mas nos três primeiros meses não há necessidade de aumentar o valor calórico ingerido diariamente. O que se recomenda é que e inicie uma readequação da alimentação, visando melhorar a sua qualidade e também o fracionamento das refeições. Para as grávidas entre o segundo e o terceiro trimestre, há indicação de um aumento de 300 calorias diárias. Lembre-se, essas recomendações são para as gestantes que estão com peso adequado. Para àquelas com sobrepeso ou com baixo peso, o profissional nutricionista é que indicará qual a melhor conduta em cada caso.

- Se a mulher tomar mais leite e comer canja e canjica, ela irá produzir mais leite. MITO – A relação com esses alimentos é que por serem consumidos quentes ajudam no relaxamento, vaso-dilatação e um possível aumento da produção de leite. Entre os alimentos, a água, sucos de frutas e água de coco são os que realmente irão colaborar na produção do leite. Mas o que realmente aumenta a produção de leite é o aleitamento materno. Quanto mais a gestante amamentar seu bebê, mas leite ela irá produzir. - Quando a gestante tem muita azia, o bebê nasce com mais cabelos. MITO – Não há relação entre a azia e os cabelos do bebê. A azia é resultado da compressão do estômago e do esôfago pelo útero, provocando um refluxo do ácido do estômago. Para evitá-la, o recomendado é evitar alimentos gordurosos, embutidos, refrigerantes, bem como evitar ingerir líquidos durante as principais refeições.


134 visualizações

Villa Saúde Campinas

 

Rua Cristóvão Colombo, 174

Sala 17 - Vila Itapura 

F. (19) 3365.7007

Campinas/SP

 

 

Convênio Aceito

 

 

clique e envie mensagem direto em nosso whatsapp!

Entre em contato para mais informações

© 2015 Villa Saúde Campinas. Todos os direitos reservados.