Buscar
  • Villa Saúde

Um caminho para a felicidade no trabalho

Autora: Fabiana Felippe Abreu Rossi





Quando falamos de felicidade no trabalho, muitos vêem como antagônica a obtenção de bem-estar e satisfação no curso de suas horas de trabalho e esta suposição é reforçada por um estudo global da Gallup feito em mais de 140 países que aponta que apenas 13% dos funcionários mostram-se efetivamente engajados, satisfeitos e trabalhando ativamente em suas organizações.

Isso se torna ainda mais preocupante quando analisamos a pesquisa Ibope, feita a pedido da consultoria Stanton Chase International de 2013 que constatou que os trabalhadores valorizam mais o bem-estar no ambiente do trabalho do que as perspectivas de crescimento na carreira e o próprio salário.

Este mesmo estudo da Gallup reporta que as empresas com alto número de funcionários satisfeitos e engajados têm grandes benefícios como: maior preço por ação, maior rentabilidade do negócio, maior produtividade, menor turnover e menos absenteísmo.

Parafraseando o estudo, isso acontece porque:

“Empregados engajados trabalham com paixão e sentem uma conexão profunda com suas empresas. Eles são inovadores, e movem a empresa adiante”.

“Profissionais não-engajados estão, essencialmente, ‘fora do jogo’. Eles são como sonâmbulos durante o trabalho – eles até podem colocar algum esforço, mas não colocam energia ou paixão.”

E tem mais, funcionários não-engajados além de estarem infelizes, ocupam seu tempo e energia tentando esconder a sua infelicidade e aos poucos acabam contaminando os mais engajados com sua insatisfação. As empresas com baixo percentual de engajamento, acabam perdendo seus profissionais engajados, já que essas pessoas percebem rapidamente que "carregam o piano” sozinhas.

É realmente um círculo vicioso, mas como sair dessa situação e fazer do limão, uma limonada?



Existem 2 papeis fundamentais, o papel da empresa, o qual reservarei para aprofundar em uma outra postagem aqui do blog, onde falarei de ações que as empresas podem tomar para promover felicidade, bem-estar e engajamento no trabalho; E o nosso próprio papel, pois somos nós mesmos os principais agentes da promoção do nosso bem-estar e felicidade.

Segundo o australiano Damian Kristof, wellness coach, quiropraxista e palestrante especialista em promoção da saúde, para se conseguir satisfação no trabalho é preciso trabalhar os 5 fundamentos do bem-estar e explicarei como fazer isso logo abaixo:

MOVIMENTO

É preciso estabelecer objetivos e se mover para buscá-los, ser ativo, não somente esperar que as coisas aconteçam. Pare de esperar que seu líder ofereça um novo desafio, que seus colegas mudem ou que você seja promovido para entrar no jogo.

Outro ponto importante é não deixar com que as coisas fiquem sempre iguais. Veja nos relacionamentos, a magia acaba quando o tédio se instala. No trabalho também é assim, o bom e velho, nem sempre é tão bom assim. É preciso inovar no dia-a-dia, trazer desafios e novas emoções.

Cuidado para não achar que precisa mudar de emprego sempre que a rotina e o tédio se instalarem, há sempre outros caminhos para fazer algo novo, um novo projeto, uma nova aliança, uma nova área.

NUTRIÇÃO

Nutrição não é somente aquilo que ingerimos pela boca como alimento para o corpo, mas no trabalho, mais importante que isso, é aquilo que ingerimos como alimento para a mente e a forma como isso exerce efeito sobre você.

Muitas vezes somos contaminados por sugadores de motivação, que vivem reclamando de tudo ou vivemos em ambientes onde são tomadas decisões que vão contra nossos princípios e passamos a achar que esta é a forma certa de agir.

Mesmo em ambientes 'contaminados', procure ser um agente positivo da mudança e reserve sempre um tempo para a reflexão sobre seus valores.

Não nutra sua mente com emoções e pensamentos negativos, pois eventualmente, isso pode acabar fazendo parte de você.

Outro ponto da nutrição como fundamento do bem-estar no trabalho diz efetivamente respeito a nutrição literal, pois quem se alimenta bem tende a ter mais saúde física e quem tem disciplina para comer de maneira limpa e saudável, tende a fazer melhores escolhas para si.

MINDFULNESS ( OU ATENÇÃO AO MOMENTO PRESENTE)

Manter-se atento ao momento presente, ao que se faz aqui e agora, ajuda a manter a clareza de raciocínio e a própria consciência.




Normalmente no trabalho sempre fazemos muitas coisas ao mesmo tempo e temos nosso pensamento voltado para o que faremos depois. Esta atitude tira o foco do agora e daquilo que estamos fazendo no momento, gerando falta de atenção, maior probabilidade de erros, retrabalhos e consequente, ansiedade. Estamos sempre ocupados e preocupados.

Com isso, não distinguimos o que é essencial daquilo que não é. Nos pegamos no piloto automático, enchendo nosso dia com bobagens que não podem ser controladas ou que não precisam de nossa atenção e perdemos a capacidade estarmos presentes e conscientes para aquilo que é realmente importante.

Adotar uma postura mindfulness em nosso trabalho bloqueia as emoções negativas, melhora a ansiedade e o stress.

DESCANSO




Descansar é dar ao corpo e a mente uma chance de se recuperar. Precisamos de férias, mas também de momentos de descanso, pausas e intervalos durante o trabalho. Respeitar o tempo para dormir também é muito importante.

É preciso espaço para revigorar e para se curar. Veja o exemplo da atividade esportiva de musculação. Ao levantar um peso, o praticante estressa o tecido até provocar micro fissuras no músculo trabalhado. Caso não dê o tempo certo de descanso entre uma sessão e outra, pode provocar dores e até uma grave lesão muscular. Porém se o atleta fizer o treino corretamente, respeitando o intervalo de descanso entre as sessões, o stress gerado será benéfico e fará com que o músculo não só cresça, mas se torne ainda mais forte.

O mesmo se aplica para o trabalho, o comprometimento te fará melhor se souber dosar períodos de total dedicação com períodos de desligamento.

CONEXÃO MENTE E CORPO

Este é o fundamento mais importante para o bem-estar no trabalho, é o que faz a conexão entre o ser e o fazer, é ele que leva ao engajamento. E é também o mais difícil de se conseguir, visto que a maior parte das empresas e seus líderes não estão com o olhar direcionado para fomentar o engajamento de seus funcionários.

Engajamento é o quanto estou conectado com o meu trabalho e com a organização para a qual me dedico, ou seja, sei qual o propósito da minha função, vejo sentido no meu trabalho, utilizo minhas forças e competências para realizá-lo e por consequência, gosto do que faço.

Ter um propósito é o cerne da longevidade. Tanto na vida como em tudo que se faz. Vemos pessoas que passam a vida devorando picanha, bolos calóricos e biscoitos amanteigados e vivem por muitos e muitos anos, mas dificilmente o mesmo acontece com pessoas que perderam o propósito na vida e razão de existir.

Fontes:

http://www.inc.com/ariana-ayu/the-enormous-cost-of-unhappy-employees.html

Podcast - Career Unpluged by Damian Kristof Episode 60

http://www.ibe.edu.br/preferencia-do-brasileiro-carreira-ou-bem-estar/

4 visualizações

Villa Saúde Campinas

 

Rua Cristóvão Colombo, 174

Sala 17 - Vila Itapura 

F. (19) 3365.7007

Campinas/SP

 

 

Convênio Aceito

 

 

clique e envie mensagem direto em nosso whatsapp!

Entre em contato para mais informações

© 2015 Villa Saúde Campinas. Todos os direitos reservados.